Thor.O fascínio dos deuses nórdicos!

Eu fiquei impressionada quando vi o trailer e pensei: adoro deuses, gregos, nórdicos, romanos, egípcios… esse fascínio tenho desde pequena já que sou filha de professora de história e minha mãe adorava me contar essas histórias, e mais tarde ficava lendo os livros que ela usava para trabalhar.rs

Cheguei na faculdade,  em ambas, e várias matérias continham a razão do meu fascínio: filosofia, jung, história, entre outras. Todas me encantando com seu panteão de divindades variadas.

Então depois do “Percy Jackson E o Ladrão de Raios”, que até gostei, mas não foi aquela coisa que eu imaginei que seria, muito focado na guerra pouco amor, até que chegou o Thor. Fiquei impressionada! Realmente um Deus em toda acepção da palavra: corajoso, bom líder, capacidade de evoluir com as experiências, nobre, apaixonado…

Eu realmente comecei a ter interesse em ver “Os Vingadores”, por causa única do Thor, porque o resto não me interessou nem um pouquinho mesmo. Queria tanto saber se ele fica com a mocinha numa continuação. Esse meu coraçãozinho romântico e mole que nem manteiga!rs

Thor (Ficha do Filme da Wikipédia)


Thor
 é um filme americano de 2011, baseado no personagem da Marvel Comics de mesmo nome. É o quarto filme lançado como parte da Marvel Cinematic Universe. Dirigido por Kenneth Branagh, e estrelado por Chris HemsworthNatalie PortmanTom HiddlestonAnthony Hopkins eStellan Skarsgård. O filme, conta a história de Thor, um deus que é expulso de seu lar e enviado à Terra por ter reiniciado uma antiga guerra. Obrigado a conviver com mortais, ele deverá aprender a ser um verdadeiro herói para combater as forças do mal que ameaçam a Terra.

O diretor Sam Raimi desenvolveu pela primeira vez o conceito de uma adaptação cinematográfica de Thor, em 2001, mas logo abandonou o projeto, deixando aberto por vários anos. Durante este tempo, os direitos foram adquiridos por vários estúdios, até 2006, quando a Marvel Studios assinou um contrato com o roteirista Mark Protasiewicz, que começou a trabalhar na idéia de um filme para a Paramount Pictures. Matthew Vaughn foi originalmente contratado para dirigir o filme, numa tentativa de lançamento para 2010. No entanto, após Vaughn sair do projeto em 2008, Branagh foi contratado e o lançamento do filme foi remarcado para 2011. Os personagens principais foram divulgados em 2009, e as filmagems começaram no início de 2010 na Califórnia e Novo México. O filme foi convertido para 3D na pós-produção.

Thor foi lançado em 21 de abril de 2011 na Austrália e em 06 de maio de 2011 nos Estados Unidos. O filme se tornou um sucesso financeiro e crítico, faturando mais de 448 milhões dólares em todo o mundo. A sequência está prevista para ser lançada em 15 novembro de 2013.

Enredo

Em 965 D.C., Odin (Anthony Hopkins), rei de Asgard, declara guerra aos Gigantes de Gelo de Jotunheim e seu líder Laufey (Colm Feore), para os impedir de conquistar os nove reinos, começando com a Terra. Os guerreiros Asgardianos derrotam os Gigantes de Gelo e conseguem pegar a fonte do seu poder, uma caixa de gelo.

No presente, o filho de Odin Thor (Chris Hemsworth) se prepara para ascender ao trono de Asgard, mas é interrompido quando os Gigantes de Gelo tentam recuperar a caixa. Contra a ordem de Odin, Thor viaja para Jotunheim para enfrentar Laufey, acompanhado por seu irmão Loki (Tom Hiddleston), sua amiga de infância Sif (Jaimie Alexander) e os Três Guerreiros Volstagg (Ray Stevenson), Fandral (Joshua Dallas) e Hogun (Tadanobu Asano). Uma batalha acontece até Odin interver para salvar os Asgardianos, destruindo a frágil trégua entre as duas raças. Devido a arrogância de Thor, Odin tira todo o poder divino de Thor e bane para a Terra como um mortal. acompanhado de seu martelo Mjolnir (a fonte de seu poder), agora protegido por um encantamento para permitir que apenas os dignos possam empunhá-la.

Thor, agora em Terra do Novo México, onde a astrofísica Jane Foster (Natalie Portman), sua assistente Darcy Lewis (Kat Dennings) e o mentor Dr. Erik Selvig (Stellan Skarsgård), encontram-o. A população local encontra Mjolnir. Pouco antes o agente da S.H.I.E.L.D. Phil Coulson (Clark Gregg) confisca as aquisições de dados de Jane sobre o buraco de minhoca que trouxe Thor para a Terra. Thor, tendo descoberto a localização de Mjolnir, procura recuperá-la a partir da instalação que a SHIELD rapidamente construiu, mas ele se encontra incapaz de levantá-lo, e é capturado. Com a ajuda de Selvig, ele é libertado e se resigna ao exílio na Terra, bem como desenvolve um romance com Jane.

Loki descobre que é filho Laufey, que foi adotado por Odin depois que a guerra terminou. Odin, dominado pelo estresse da descoberta de Loki e o banimento de Thor, entra em um estado de sono profundo que irá lhe permitir recuperar-se. Loki se torna rei e oferece a Laufey a chance de matar Odin e recuperar a caixa.

Sif e os Três Guerreiros, infelizes com a regra de Loki, tentam resgatar Thor de seu exílio, convencendo Heimdall (Idris Elba), guardião do Bifröst – o meio de viajar entre os mundos – para permitir a passagem para a Terra. Consciente do seu plano, Loki envia o Destruidor, um robô aparentemente indestrutível, para persegui-los e matar Thor. Os guerreiros encontram Thor, mas o Destruidor os encontra e os derrota, fazendo Thor oferecer sua própria vida para que os outros possam se afastar em segurança. Derrotado pelo Destruidor e próximo da morte, o sacrifício de Thor prova-lo digno de empunhar Mjolnir. O martelo retorna a ele, devolvendo o seus poderes e habilitando-o para derrotar o Destruidor. Thor se despede de Jane com um beijo e promete voltar depois de voltar para Asgard com os guerreiros Asgardianos para derrotar Loki.

Em Asgard, Loki trai e mata Laufey, revelando o seu verdadeiro plano de usar a tentativa de Laufey sobre a vida de Odin como uma desculpa para destruir Jotunheim com a ponte Bifrost, provando-se digno de seu pai. Thor chega e luta com Loki antes de destruir a Ponte Bifröst para parar o plano de Loki, prendendo-o em Asgard. Odin acorda e impede os irmãos de cair no abismo criado na esteira da destruição da ponte, mas Loki permite-se cair. Thor faz as pazes com Odin, admitindo que ele não está pronto para ser rei, enquanto na Terra, Jane e sua equipe buscam uma maneira de abrir um portal para Asgard.

Em uma cena pós-créditos, Selvig foi levado para uma instalação SHIELD, onde Nick Fury (Samuel L. Jackson) abre uma maleta e pede-lhe para estudar um objeto misterioso, que Fury diz que têm um poder incalculável. Um Loki invísivel ordena que Selvig concorde, e Selvig faz.

Elenco

  • Chris Hemsworth como Thor: O deus do trovão baseado na divindade da mitologia nórdica de mesmo nome. O diretor Kenneth Branagh e o chefe da Marvel Studios escolheram Hemsworth depois de um processo “vai-e-vem” em que o ator de 27 anos foi inicialmente desconsiderado e, em seguida, dada uma segunda oportunidade de concorrer ao papel. Hemsworth declarou que ele ganhou 20 quilos para o papel e revelou que “Não foi até Thor que eu comecei a levantar pesos, era tudo muito novo para mim”. No que diz respeito a sua opinião da personagem, Hemsworth disse “Nós só ficavamos tentando humanizá-lo de tudo, e mantê-lo muito real. Olhamos em todas as pesquisas sobre as histórias em quadrinhos que poderíamos, mas também trazê-lo de volta para “Quem é esse cara como pessoa, e qual é sua relação com pessoas nas cenas individuais?’ ” Sobre seu aprimoramento ao estilo de luta de Thor, ele comentou: “Primeiro, olhamos para os quadrinhos e as posturas, a forma como [Thor] se movimentava e lutava, e muito de seu poder parece ser elaborado através do solo. Falamos sobre pugilistas, você sabe, Mike Tyson, muito baixo para o chão e peito aberto e grandes oscilações de ombro grande e muito tipo de brutal, mas graciosa, ao mesmo tempo, e depois como filmamos essas coisas coisas tornou-se mais fácil”.
  • Natalie Portman como Jane Foster: Uma cientista, com interesse amoroso em Thor. A Marvel Studios afirmou em um anúncio que a personagem foi atualizada a partir dos quadrinhos. Quando perguntada por que ela assumiu o papel, Portman respondeu: “Eu apenas pensei que sou como uma idéia estranha, porque Kenneth Branagh dirigindo, então eu fiquei tipo, ‘Kenneth Branagh fazendo Thor é super-estranho, eu tenho que fazer isso”.  Portman declarou que ela realmente queria fazer um filme de grandes efeitos que enfatizasse seus personagem, e ficando a fazer com Branagh foi uma nova maneira de abordá-lo, em relação a Star Wars. Em relação a sua preparação para o papel, Portman comentou: “Eu assinei para fazer isso antes que houvesse um script. E Ken, que é incrível, que é tão incrível, era como, ‘Você pode realmente ajudar a criar esse personagem. Eu tenho que ler todas essas biografias de mulheres cientistas comoRosalind Franklin que realmente descobriu a dupla hélice do DNA, mas não obteve o crédito por isso.'”
  • Tom Hiddleston como Loki: Baseado na divindade mitológica de mesmo nome, ele é o irmão adotivo de Thor e principal antagonista do filme. Hiddleston foi escolhido depois de já ter trabalhado com Branagh, em Ivanov e Wallander. Inicialmente Hiddleston fez teste para interpretar Thor, mas Branagh decidiu que o seu talento seria melhor aproveitado se ele interpretasse Loki. Hiddleston afirma que “Loki é como uma versão em quadrinhos de Edmund em Rei Lear, mas mais desagradável.” Hiddleston afirmou que ele tinha que manter uma dieta rigorosa antes do início das filmagens porque “Ken [Branagh] queria que Loki tivesse uma aparência magra e faminta, como Cassius de Júlio César. Fisicamente, ele não pode estar posando como Thor”. Hiddleston tomou Peter O’Toole como inspiração para Loki. assim explicando: “Curiosamente, [Kenneth Branagh] disse para olhar para Peter O’Toole em dois filmes específicos, O Leão no Inverno eLawrence da Arábia. O que é interessante sobre … o seu desempenho [como Rei Henry] é que você vê o quão danificado está. Há uma crueza [ao seu desempenho]; é quase como se ele está vivendo com uma camada de pele descascada. Ele é grandioso e, em certos momentos, ora hilariante e, em seguida, aterrorizante. O que queríamos era que a volatilidade emocional. É um estilo diferente de agir, não é exatamente a mesma coisa, mas é fascinante para voltar e ver um ator tão grande como O’Toole.”
  • Anthony Hopkins como Odin: O governante de Asgard, pai de Thor, e pai adotivo de Loki, baseado na divindade nórdica de mesmo nome. Em uma entrevista Hopkins declarou que não sabia nada da história em quadrinhos. Sobre o filme, ele disse: “É um filme de super-heróis, mas com um pouco deShakespeare“. Hopkins declarou: “Eu estou muito interessado na relação entre pais e filhos” e que, “a relação do meu pai comigo estava fria. Ele era um personagem de sangue-quente, mas para mim, frio. Quando eu era jovem, ele expressou sua decepção porque eu estava ruim na escola e tudo isso. Ele não quis dizer nada, mas senti que nunca iria atender às suas expectativas.” Hopkins manifestou que encontrou uma ressonância pessoal no papel de Odin, dizendo: “Ele é um homem severo. Ele é um homem com um propósito. Eu faço o deus que expulsa o filho do reino de Asgard, porque ele errou. Ele é um cabeça-quente, jovem temperamental… provavelmente um chip fora do bloco velho, mas eu digo que ele não está realmente pronto para governar o reino futuro, então eu o bano. Eu sou um homem duro e quando a minha mulher reclama eu digo ‘É por isso que sou o rei.’ Eu me identifico um pouco com Odin.
  • Stellan Skarsgård como Erik Selvig: Um cientista que estava fazendo uma perquisa no Novo México e acidentalmente encontra Thor. Skarsgård afirmou que não era inicialmente familiarizado com Thor. Quanto ao porquê de ele tomou parte, observou Skarsgård: “Eu escolhi fazer Thor por causa do [diretor] Kenneth Branagh. O roteiro foi bom e temos que ensaiar e conversar com os escritores e colaborar no processo de criação para torná-lo apto para nós. Então, eu tive um tempo muito feliz sobre ele. O que eu sempre tento fazer é imediatamente fazer algo que receba variação em minha vida. Eu fiz cerca de 90 filmes e se eu fizesse a mesma coisa uma e outra vez eu ficaria entediado agora.”
  • Kat Dennings como Darcy Lewis: Uma colega de trabalho de Jane Foster. Dennings descreveu seu personagem como a “pequena ajudante gnomo de Foster”. Dennings afirmou que seu papel foi ampliado durante o processo de ensaio. Dennings, explicou: “Ela é como uma espécie de cachorrinho ou talvez um hamster. Não havia muito na página para o papel de Darcy para começar e eu nem sequer vi um script antes de eu levar o trabalho para que eu não sabia realmente quem era Darcy no começo. Mas ela realmente evoluiu”.
  • Idris Elba como Heimdall: A sentinela que tudo vê e tudo ouve, guardião da Ponte de Bifröst, baseado na divindade nórdica de mesmo nome. Elba disse que o envolvimento de Branagh foi um incentivo importante para assumir o papel: ‘[Branagh] me ligou pessoalmente e disse: ‘Eu sei que isto não é um papel grande, mas eu adoraria vê-lo fazendo.’ Sobre o papel Elba comentou: “Eu fiz em uma tela verde pela primeira vez! Eu não gostaria de fazer um filme inteiro de tela verde, no entanto.” Elba afirmou que ele assumiu um compromisso de quatro filmes com a Marvel Studios.”.
  • Colm Feore como Laufey: Rei dos Gigantes de Gelo e pai biológico de Loki, baseado no seu mitólogico de mesmo nome. Feore afirmou que levou cinco horas para a sua maquiagem ser feita. Sobre seu personagem, Feore afirmou: “Eu sou o rei dos Gigantes de Gelo. E se você viu qualquer um dos gigantes do gelo, você sabe que eu sou, é claro, o Napoleão deles. Eu sou o chefe”. Ele disse que o treinamento de Shakespeare que ele dividia com Hopkins e o diretor Branagh ajudou a manter a produção se movendo rapidamente, dizendo que “durante os intervalos, Tony, eu e Ken estariamos falando em taquigrafia de Shakespeare sobre o que os personagens estavam fazendo, o que nós pensamos que pode ser, e como podemos concentrar a nossa atenção com mais inteligência. Estas foram as discussões que não levaram mais do que alguns minutos entre as tomadas, mas permitiu Ken, Tony e [eu] para entender um ao outro instantaneamente, sem Ken tomar uma hora de explicar para os atores exatamente o que estava acontecendo. Então isso foi muito útil”.
  • Rene Russo interpreta Frigg: A esposa de Odin, rainha de Asgard, madrasta de Thor e mãe adotiva de Loki, com base na divindade mitológica de mesmo nome.

Clark Gregg reprisa seu papel como o agente da S.H.I.E.L.D. Phil Coulson, de Homem de Ferro e Homem de Ferro 2Adriana Barraza interpreta Isabel Alvarez e Maximiliano Hernández interpreta o agente da SHIELD Jasper Sitwell. Os atores Joseph Gatt, Joshua Cox e Douglas Tait interpretam os Gigantes de Gelo. David Arquette e J. Michael Straczynski fazem pequenas participações como motoristas de caminhão pick-up. Samuel L. Jackson faz uma participação não-creditada como Nick Fury, diretor da SHIELD, que como revelado em Homem de Ferro está trabalhando em uma “Iniciativa Vingadores“. Dakota Goyo e Ted Allpress interpretam Thor e Loki, respectivamente, como crianças.

Produção

Desenvolvimento

“Os poderes de Thor são ótimos, sim… Mas no final do dia, ele é um homem … Odin envia-lo para a Terra porque ele não é perfeito. Ele é impetuoso, arrogante. E mesmo com excesso de confiança… ele também sagra. Você quer se sentir raiva de Thor quando ele se enfurece… Você quer ter uma reação visceral com o cara, e o que acontece com ele. Você não quer que suas aventuras sejam limpas e anti-sépticas. Você quer ver a sujeira e o sangue. Você quer sentir cada osso quebrando no momendo de cada luta. E quando ele desencadeia a tempestade, você quer sentir como se você estivesse vendo o poder de um Deus trabalhando.”
—Ashley Miller, co-roteirista de Thor, sobre o projeto.

Sam Raimi originalmente concebeu uma idéia de Thor após Darkman (1990), realizando uma reunião com Stan Lee e apresentando a idéia a 20th Century Fox, mas eles não entenderam isso. Thor foi abandonado até abril de 1997, quando a Marvel Studios estava começando a se expandir rapidamente. O primeiro filmes ganhou impulso após o lançamento do bem sucedido filme X-Men. O plano era para o filme a ser feito para TV. A United Paramount Network estava em negociações para exibi-lo. Animados com a perspectiva, eles criaram um script e negociaram com Tyle Mane para estrelar como Thor. Em maio de 2000, Marvel Studios trouxe a Artisan Entertainment para ajudar a financiá-lo como um filme, mas Thor ainda estava sendo “desenvolvido no iferno” até abril de 2002, e em junho de 2004, o projeto ainda tinha ainda de ser escolhido por um estúdio. No entanto, a Sony Pictures Entertainment comprou os direitos do filme, e em dezembro de 2004 David S. Goyer estava em negociações para escrever e dirigir. Em 2005, embora houvesse conversações entre Goyer e a Marvel, foi revelado que Goyer não estava mais ligado ao filme, embora nesta ponto, o filme foi definide para ser distribuído através da Sony Pictures.

Mark Protosevich, um fã dos quadrinhos Thor, assinou para escrever o roteiro em abril de 2006, período em que a Paramount Pictures adquiriu os direitos da Sony. Nesse ano, o filme foi anunciado para ser uma produção da Marvel Studios. Em dezembro de 2007, Protosevich descreveu seus planos para “a origem do super-herói, mas não sobre um humano ganhando super poderes, mas de um deus realizando seu verdadeiro potencial”. Em agosto de 2007, a Marvel Studios assinou contrato com Matthew Vaughn para dirigir o filme. Vaughn então reescreveu o roteiro de Protosevich, a fim de derrubar o orçamento para US$ 150 milhões, já que o primeiro rascunho de Protosevich teria custo de produção estimado em US$ 300 milhões. Ele pretendia começar a filmar no final de 2008 e depois do sucesso de Homem de Ferro, a Marvel Studios anunciou que pretenddia lançar Thor em 04 de junho de 2010, com Homem de Ferro 2 sendo utilizado para introduzir o personagem de Thor.

Pré-produção

“Thor, no seu melhor, sempre teve uma inclinação clássica em termos de sua história, a maneira como ele fala e os dramas de Shakespeare, muitas vezes que o cercam. Esse tipo de diálogo e personagem precisa de alguém que vem de um fundo de formação clássica, a fim de não soar forçado ou artificial. Branagh é a escolha perfeita. ”
J Michael Straczynski, co-roteirista de Thor, sobre Kenneth Branagh.

Vaughn foi liberado quando seu contrato expirou em maio de 2008, altura em que a Marvel selecionou Protosevich para trabalhar em um novo projeto e começou a procurar um novo diretor. Em Setembro de 2008, DJ Caruso vinha discutindo a assumir o projeto, embora ele não tinha lido o roteiro. Mais tarde naquele mês, foi revelado que Kenneth Branagh havia entrado em negociações para dirigir, e em dezembro de 2008, Branagh confirmou que ele foi contratado. Ele a descreveu como “uma história humana no centro de um cenário de grande épico”. Branagh afirmou que ele esperava começar a filmar em janeiro de 2010, e a Marvel Studios mudou a data de lançamento do filme do dia 16 de julho de 2010 para o dia 17 de junho de 2011, quase um ano inteiro depois. Mais tarde, mudou a data de lançamento para 20 de maio de 2011, com a iontenção de diostanciar do lançamento de outro filme do estúdo, Captain America: The First Avenger, que estava agendado para ser lançado em 22 de julho de 2011. Em fevereiro de 2009, Samuel L. Jackson, que havia brevemente interpretado Nick Fury no final do filme Homem de Ferro, assinou para reprisar o papel no filme, como parte de um acordo de nove filmes com a Marvel Studios. No entanto, em uma entrevista em abril de 2010, Jackson afirmou que ele não estaria presente em Thor. Quando perguntado o porque, Jackson afirmou “[…]Eles disseram que eu estava no comércio, e eu estava tipo, ‘Ooh Eu tenho um trabalho!’ Liguei para meu agente e ele disse: ‘Não, você não está nele.’ Eu estava tipo, ‘Merda! Bem, eles precisam me pagar se eles vão colocar o meu nome nela”. Mais tarde, em uma aparição em 2011 no Late Night with Jimmy Fallon, Jackson revelou que ele iria filmar um cena de Thor para servir como “tecido conjuntivo” para Os Vingadores.

Em fevereiro de 2009, uma chamada de elenco saiu à procura de atores com certos atributos físicos para uma audição para o papel de Thor. Em maio de 2009, Chris Hemsworth estava em negociações para interpretar o papel-título depois de um processo de “vai-e-vem” em que o ator de 25 anos de idade, foi vetado no início, então, dada uma segunda oportunidade de fazer o teste para o papel. No dia seguinte, a Marvel anunciou que Tom Hiddleston, que havia trabalhado com Branagh antes e tinha sido inicialmente considerado para retratar o papel principal, foi escalado como Loki. Kevin Feige da Marvel Studios confirmou em junho daquele ano, que tanto Hemsworth quanto Hiddleston tinha assinado para seus respectivos papéis. Feige mencionado que o filme teria lugar em ambos: nos dias naturais da Terra e em Asgard, mas o hospedeiro humano de Thor, Dr. Donald Blake, não seria incluído.

Com Hemsworth e Hiddleston confirmados, o resto do elenco começou a se preencher. Em julho, a Marvel anunciou que Natalie Portman iria interpretar Jane Foster. Jaimie Alexander e Colm Feore se juntaram ao elenco em setembro, com Alexander retratando Sif e o papel Feore não sendo revelado, embora tenha sido pensado que ele seria um vilão. Em entrevista ao site de notícias sueco Ystads AllehandaStellan Skarsgård afirmou que ele havia se juntado ao elenco, embora ele não especificou o seu papel. No final de outubro, Anthony Hopkins tinha sido escalado comoOdin no filme. Várias semanas mais tarde, a Marvel anunciou que já tinha escolhido os atores para interpretar os três guerreiros, Fandral era para ser interpretado por Stuart Townsend, Hogun era para ser interpretado por Tadanobu Asano e Volstagg era para ser interpretado por Ray Stevenson. Alguns dias depois foi anunciado que Idris Elba se juntou ao elenco, retratando Heimdall.

Em uma entrevista, Natalie Portman revelou que a atriz Kat Dennings estaria envolvida no projeto. Dennings retrata Darcy, um colega de trabalho da Jane Foster de Portman. Em dezembro, Rene Russo foi escalado como Frigga, mãe adotiva de Thor e esposa de Odin. Mais tarde naquele mês, os atores Joseph Gatt, Troy Brenna e Joshua Cox haviam sido escalados para o filme, embora nenhum de seus papéis foram revelados. Em janeiro de 2010, Adriana Barraza se juntou o elenco do filme, em uma aparição de suporte. Apenas alguns dias antes do início das filmagens, Stuart Townsend foi substituído por Joshua Dallas como Fandral, citando “diferenças criativas”. Quando a pré-produção de Homem-Aranha 4 foi paralizada, a Paramount e Marvel Entertainment adiantaram o lançamento de Thor para duas semanas antes da data divulgada anteriormente, ou seja, 06 de maio de 2011.

Filmagens

O diretor Kenneth Branagh promovendo o filme em Londres, em abril de 2011.

Em outubro de 2008, a Marvel Studios assinou um contrato de arrendamento de longo prazo com a Raleigh Studios para filmar seus quatro futuros filmes –Homem de Ferro 2ThorCaptain America: The First Avenger e The Avengers – na Manhattan Beach (Califórnia). A Production Weekly informou que as filmagens de Thor da Marvel foram programadas para começar em Los Angeles em meados de janeiro, então se mudaram para Santa Fé (Novo México), onde as mesmas iriam começar a partir de março e iam se estender até o final de abril.  A fotografia principal começou em 11 de janeiro de 2010. Alguns dias após o início das filmagens, foi relatado que Clark Gregg tinha assinado para reprisar seu papel que desempenhou em Homem de Ferro eHomem de Ferro 2 como o Agente Coulson, da S.H.I.E.L.D.. Em fevereiro, a Paramount Pictures entrou em negociações com Del Mar (Califórnia) para usar trechos de 300 jardas de praia para filmar uma cena de Thor envolvendo seis cavalos correndo pelo terreno. Paramount disse que esta costa foi ideal, porque sua inclinação gradual de areia até a linha d’água cria oportunidades de reflexão excelentes no filme.  Em 15 de março de 2010, a produção deThor mudou-se para Galisteo (Novo México), onde uma cidade inteira foi construída para as filmagens.

Branagh, um fã de quadrinhos desde a infância, comentou sobre o desafio de aproximar Asgard e o mundo moderno: “Inspirado no mundo dos quadrinhos tanto pictoricamente e de composição de uma vez, nós tentamos encontrar uma maneira de fazer uma virtude e uma celebração da distinção entre os mundos que existem no filme, mas absolutamente fazê-los viver no mesmo mundo. É sobre encontrar o estilo de enquadramento, a paleta de cores, encontrar a textura e a quantidade de movimento de câmera que ajuda a celebrar e expressar as diferenças e as distinções nesses mundos. Se conseguir, ele irá marcar este filme tão diferente… A combinação do primitivo e o sofisticado, o antigo e o moderno, acho que potencialmente é a fusão emocionante, a tensão excitante o filme”.

Em abril, a perspectiva para filmar partes do Thor em Del Mar, Califórnia havia caído completamente. A Paramount Pictures enviou uma carta informando a cidade que haviam escolhido o Norte da Califórnia para filmar uma cena em frente à praia para o filme. A carta citou preocupações com custos de produção, já que o local se encontrava muito longe de sua sede.

Pós-produção

O filme encerrou a fotografia principal em 06 de maio de 2010 e entrou em processo de pós-produção. Foi relatado em fevereiro de 2010 que a empresa francesa BUF Compagnie foi contratada para criar os efeitos visuais para o filme. A Digital Domain também trabalhou nos efeitos visuais do filme. Branagh afirmou que a BUF, que desenvolveu os efeitos para as corridas através do espaço, era muito inspirado por fotos tiradas do Telescópio Hubble do profundo espaço. Branagh afirmou que ele enviou pinturas a partir de estudos clássicos de William Turner a Digital Domain, quando a criação de Jotunheim começou.

O filme também foi lançado em 3D. Em uma entrevista com o Los Angeles Times, Kenneth Branagh afirmou que o processo 3D inicialmente foi opcional, mas “chegamos a sentir que no nosso caso, 3D poderia ser o grande amigo da história e dos personagens para um tipo diferente de experiência”.  Apesar de 2D ter sido usado para as filmagens, o produtor Kevin Fiege afirmou que os “efeitos especiais do filme foram concebidos e executados desde o início em 3D”.

Em outubro de 2010, o elenco foi novamente chamado para um número não divulgado de refilmagens.

Em março de 2011, as cenas envolvendo Adriana Barraza foram retirados o processo de edição. Kenneth Branagh enviou uma carta de desculpas explicando as razões para o corte e desejando trabalhar com Barraza novamente no futuro. Em resposta, Barraza declarou: “Entristece-me porque o filme é grande e porque eu estava atuando ao lado de alguns atores tremendos que eu admiro muito, mas eu entendo a natureza de filmes, e não é a primeira vez ou a última que as cenas serão cortadas”. Barraza aparece em apenas uma cena teatral depois corte do filme.

Em abril de 2011, a IMAX, a Paramount Pictures e a Marvel Entertainment anunciou que finalizaram um acordo para o lançamento do filme em digital IMAX e telas 3D. O lançamento marcou a continuação da parceria entre as empresas, que começou em Homem de Ferro 2.

A cena pós-créditos em que o Erik Selvig de Skarsgård fica cara-a-cara com o Nick Fury de Samuel L. Jackson foi dirigida por Joss Whedon, que está dirigindo The Avengers.

Trilha Sonora

Em abril de 2011, o presidente da Marvel Studios Kevin Feige revelou que a música do Foo Fighters foi adicionada ao filme. A canção “Walk é toca durante uma cena em que Thor, despojado de seus poderes e abandonado na Terra, vai para um bar no Novo México onde ele bebe com o personagem de Stellan Skarsgård. A faixa é tocada novamente nos créditos finais. Feige disse:Em março de 2011, a Buena Vista Records revelou detalhes sobre a trilha sonora. O álbum inclui a partitura original do filme por Patrick Doyle e foi lançado em alguns territórios europeus no final de abril.

“Foi literalmente uma daquelas coisas que se uniram em questão de semanas, e se você perguntasse há dois meses, se quriamos ter uma música do Foo Fighters neste filme, eu teria dito que eu não penso assim. Mas nós ouvimos a música e gostamos muito. A música não foi escrita para o filme, obviamente, ele é do novo álbum deles, mas nós quase não podiamos acreditar quando ouvimos isso. Ken em particular simplesmente adorou essa letra sobre aprender a andar novamente e da forma que se encaixa nos temas do filme sobre redenção, aprender a ser um herói. A canção começa falando sobre estar a um milhão de milhas longe de casa e anseio e sendo separados por vastas distâncias, e não é nenhum segredo que Thor e Jane são de mundos diferentes.”

Faixas
# Título Duração
1. “Chasing the Storm” 3:11
2. “Prologue” 3:09
3. “Sons of Odin” 1:48
4. “A New King” 3:00
5. “Ride to Observatory” 2:10
6. “To Jotunheim” 2:19
7. “Laufey” 3:40
8. “Frost Giant Battle” 4:22
9. “Banishment” 1:53
10. “Crisis In Asgard” 2:18
11. “Odin Confesses” 2:43
12. “Hammer Found” 1:11
13. “Urgent Matter” 2:21
14. “The Compound” 7:40
15. “Loki’s Lie” 1:54
16. “My Bastard Son” 2:39
17. “Science and Magic” 2:53
18. “The Destroyer” 2:57
19. “Forgive Me” 2:40
20. “Thor Kills the Destroyer” 1:53
21. “Brothers Fight” 6:59
22. “Letting Go” 3:17
23. “Can You See Jane?” 2:23
24. “Earth to Asgard” 2:23
Duração total:
1:11:53Lançamento

Extréia

A estréia mundial de Thor aconteceu no domingo, 17 de abril de 2011, no Event Cinemas, na George Street, em Sidney. A estréia nos EUA ocorreu nasegunda-feira, 2 de maio de 2011 noCaptain Theatre em HollywoodCalifórnia. O evento foi organizado por Isaiah Mustafa e transmitido ao vivo no site oficial da Marvel.

Marketing

Hemsworth, Portman, Dennings e Hiddleston naSan Diego Comic-Con de 2010.

Em julho de 2010, a Marvel Studios organizou um painel de Thor na San Diego Comic-Con de 2010, durante o qual o diretor Kenneth Branagh e os atores Chris Hemsworth, Natalie Portman, Kat Dennings, Tom Hiddleston e Clark Gregg falaram sobre o filme antes de mostrar algumas cenas do mesmo. Alguns dias depois, as cenas exibidas na Comic-Con vazaram na internet. O primeiro anúncio de televisão foi exibido pela primeira vez durante o Super Bowl XLV no canal de televisão dos Estados Unidos FOX. A taxa para a publicidade durante o jogo custou cerca de US$ 3 milhões por cada spot de 30 segundos. A Marvel Studios e a Acura lançou um conjunto de marketing viral na Chicago Comic & Entertainment Expo. Outros parceiros promocionais oficiais incluíam o Burger KingDr Pepper7-Eleven e a Visa. Em maio de 2011, o presidente do setor de animação da Marvel Enterteinment, Dan Buckley, e o editor-chefe da Marvel Comics Axel Alonso tocaram o sino de encerramento da New York Stock Exchange em comemoração ao lançamento nos cinemas de Thor.

A cena pós-créditos do filme Homem de Ferro 2 mostrou o Agente Coulson da SHIELD (interpretado por Clark Gregg) relatando a descoberta de um grande martelo no deserto. Rick Marshall da MTV News acreditava ser o martelo Mjöllnir pertencente a Thor, escrevendo: “Continua a grande tradição de ligar um filme a outro em desenvolvimento em todo o universo do filme da Marvel”. Nos comentários presentes no DVD, no início da cena, o diretor de Homem de Ferro 2, Jon Favreau, disse que a cena foi realmente uma referência a Thor, e “esta é uma cena de Thor”.

A Marvel Animation anunciou uma série de 26 episódios de animação em novembro de 2008, para ir ao ar no final de 2010 antes do lançamento do filme da Marvel Studios. A empresa também lançou um filme de animação diretamente em vídeo, Thor: Tales of Asgard, para coincidir com o lançamento do filme live-action.

Um game intitulado Thor: God of Thunder baseado no filme foi desenvolvido pela Sega usando as vozes e imagens de atores Chris Hemsworth e Tom Hiddleston, e foi lançado em 03 de maio de 2011.

Home Media

Em julho de 2011, a Marvel Studios e a Paramount Pictures anunciaram o lançamento de Thor em Blu-ray e DVD. Os discos foram lançados em 13 de setembro de 2011 nos EUA. A edição especial de Thor que contém três discos inclui o filme  em alta definição, em  3D e 2D de alta definição, bem como em definição padrão de DVD com uma cópia digital. Os dois discos da combinação Blu-ray/DVD inclui uma apresentação de alta definição do filme, além de uma apresentação de definição padrão com uma cópia digital. Ambos os conjuntos vêm com mais de 80 minutos de material bônus.

O diretor Kenneth Branagh disse que o DVD inclui, pelo menos, 20 minutos de cenas deletadas. Especificamente, Branagh afirmou o filme contém “coisas como os pais Asgardianos, Odin e Frigga, interpretada pela bela Rene Russo, há algumas cenas bonitas lá que eu acho que as pessoas irão gostar. E, certamente, Thor e Loki interagem de diferentes maneiras que preencham um pouco de uma história para trás, que fazia parte do nosso ensaio e pesquisa”.

Na sua primeira semana de lançamento, o DVD/Blu-ray de Thor tomou o primeiro lugar na lista de mais vendidos da Home Media Magazine.

Recepção

Bilheteria

Thor ficou em segundo lugar em sua semana de estréia na Austrália seguido de Fast Five, da Universal Pictures, faturando US$ 5,8 milhões. O filme estreou com apenas 1% de vantagem sobre a propriedade da Marvel mais popular, o Homem de Ferro, que foi lançado na Austrália em 2008. Na semana seguinte, Thor estreou em mais 56 cinemas, arrecadando 89,2 milhões de dólares no fim de semana. Thor ficou em primeiro lugar em sua semana de estréia na América do Norte, ganhando 65,7 milhões de dólares, incluindo US$6,6 milhões em cinemas IMAX em 213 locais, representando 10% do fim de semana bruto. O filme manteve o número um nas bilheterias americanas e canadenses durante o seu segundo fim de semana, quando teve uma queda de 47%, e arrecadou 34,7 milhões de dólares nos EUA. Thor encerrou sua exibição nos cinemas em 25 de agosto de 2011, arrecadando US$181.030.624 nos EUA e Canadá, bem como US$267.482.200 internacionalmente, totalizando US$448.512.824 milhões em todo o mundo.

Crítica

Thor tem recebido críticas positivas vindos damaior parte dos críticos de cinema. O site Rotten Tomatoes deu a Thor um indíce de aprovação de 77%, baseada em 246 resenhas, com uma média de aprovação de 6.7/10. O consenso foi resumido como “um blockbuster deslumbrante que tempera sua área de alcançe com humor e drama humano, Thor é um poderoso da Marvel Entertainment”. No entanto, os seus 39 críticos principais deram uma nota de 64%. Metacritic atribuíu uma média ponderada de 57/100 com base em opiniões de 40 críticos de cinema.

Por outro lado, Roger Ebert do Chicago Sun-Times deu-lhe uma crítica negativa afirmando, “Thor é o fracasso como filme, mas um sucesso como marketing, uma ilustração da tática de carnaval antiga de dizer qualquer coisa caipira para obtê-los para a tenda”. AO Scott do New York Times não gostou do filme, chamando Thor de “um exemplo do triunfo programado de cálculo comercial mais imaginação”. Kenneth Turan do Los Angeles Times teve uma crítica mista, descrevendo o filme como “um impasse entre os elementos estéticos previsíveis e os inesperados”. Turan elogiou o desempenho de Hemsworth, Hopkins e Elba, mas desaprovou os efeitos especiais inconsistentes e a derivada história da Terra.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s